Slideshow Image 1 Slideshow Image 1 Slideshow Image 1

Capa

Revista Mensageiro - Setembro de 2018
Vol. 124
Nº 1363
Setembro de 2018
Assine a revista Mensageiro
Assine a revista Mensageiro

Palavra do Diretor Nacional:

Palavra e Coração


A Escritura Sagrada tem um papel fundante e fundamental na vida do povo hebreu, dos cristãos e da comunidade que celebra. Antes mesmo do Cristianismo, a proclamação da Escritura como Palavra de Deus era um elemento constitutivo da liturgia judaica, na Sinagoga, e também para a vivência da vontade de Deus na vida diária.

Não há vida cristã e nem Celebração da fé sem Palavra de Deus. Jesus é a Palavra de Deus que se fez gente como nós. Ele mesmo é o portador e a Boa Notícia do Pai. Os Evangelhos são o corpo verbal de Cristo. A Palavra de Deus, que é viva na Igreja, é na Celebração um "sinal celebrativo enquanto contém e expressa a realidade da salvação. Ela proporciona o encontro da comunidade com o próprio Deus que se comunica e se faz presente em Jesus Cristo" (Orientações para a Celebração da Palavra de Deus, n. 20, CNBB, doc. 52).

A Palavra de Deus está presente na celebração dos Sacramentos e na Liturgia das Horas. Está também presente em diversas outras expressões da fé do povo de Deus, os Sacramentais: procissões, romarias, celebrações da Palavra, encontros de oração, novenas, cultos ecumênicos etc.

Na Celebração Eucarística, há uma relação intrínseca entre a Palavra de Deus e a Eucaristia. Como nos recorda o Concílio Vaticano II, "a Igreja sempre venerou as divinas Escrituras, da mesma forma como o próprio corpo do Senhor" (DV 21). A comunidade cristã, reunida para celebrar a vida e a fé, alimenta-se do Cristo na mesa da Palavra e na mesa do Pão. Comunga o Cristo tanto na sua Palavra como no seu Corpo. Como tão bem expressou Santo Agostinho: "Bebe-se o Cristo no cálice das Escrituras como no cálice Eucarístico". A Palavra nos conduz à Eucaristia. A Palavra encontra sua plenitude na Eucaristia, ao mesmo tempo que a fundamenta.

O Papa Francisco, na Carta sobre o "Rosto da Misericórdia", ajuda-nos a compreender a dimensão amorosa e misericordiosa da ação de Deus para conosco através das Escrituras: "Na Sagrada Escritura a misericórdia é a palavra-chave para indicar o agir de Deus para conosco. Ele não se limita a afirmar o seu amor, mas torna-o visível e palpável. A misericórdia de Deus é a sua responsabilidade por nós. Ele sente-se responsável, isto é, deseja o nosso bem e quer ver-nos felizes, cheios de alegria e serenos".

Santa Margarida Maria Alacoque deixou para a Igreja uma proposta de espiritualidade que brota do Coração de Jesus para transformar o coração humano. Trata-se, portanto, de "ter os mesmos sentimentos de Cristo" como sugere a Sagrada Escritura. Um dos sonhos de Margarida, o de que a Igreja proclamasse uma festa solene do Sagrado Coração de Jesus, só foi possível acontecer muitos anos depois de sua morte. Há 161 anos, a Igreja colocou em seu calendário litúrgico a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, celebrado sempre na sexta-feira da semana seguinte à Festa do Corpo e Sangue de Cristo.

Nos dias atuais, a devoção ao Sagrado Coração quer ajudar cada cristão a entrar na intimidade do Senhor para aí descobrir como é bom amar e servir a Cristo e ao seu Reino. O amor pede correspondência, por isso mesmo, quanto mais desejo amar a Cristo, mais quero servi-lo na humanidade que sofre. É o que nos diz Jesus na parábola do capítulo 25 de Mateus: quando você deu de comer, ofereceu água, visitou um preso, cuidou de um doente, acolheu um peregrino, vestiu quem estava sem roupa, foi a mim que você serviu.

A Palavra de Deus vai moldando o coração dos que rezam e se deixam interpelar por ela. É preciso abrir espaço em nosso ser para escutar, acolher e viver a Palavra. Não somos apenas ouvintes, é preciso que sejamos praticantes da Palavra como nos exorta São Tiago em sua Carta.

A Palavra de Deus fundamenta todo o itinerário do "Caminho do Coração". Quando nos deixamos iluminar e guiar por aquilo que Deus nos diz pelos Patriarcas, Profetas, Sábios, Apóstolos e por seu Filho Jesus Cristo, vamos trilhando o "caminho espiritual" que propõe a Rede Mundial de Oração do Papa (Apostolado da Oração) para todos os seus membros.

Que o Senhor Jesus, de coração manso e humildade, nos fortaleça para vivermos com nosso coração semelhante ao dele. Assim, nosso coração e nossa vida serão reflexos de Cristo neste mundo, viveremos ao seu modo.

Pe. Eliomar Ribeiro, SJ, Diretor Nacional da Rede Mundial de Oração do Papa (Apostolado da Oração e MEJ), e Diretor de Redação da Revista Mensageiro do Coração de Jesus
MENSAGEIRO DO CORAÇÃO DE JESUS é uma publicação de Edições Loyola - Rua 1822 nº 341 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3385-8555 | 2063-4275 | 3385-8501
2018 Todos os direitos reservados.