Slideshow Image 1 Slideshow Image 1 Slideshow Image 1 Slideshow Image 1

Capa

Revista Mensageiro - Maio de 2017
Vol. 123
Nº 1350
Maio de 2017
Assine a revista Mensageiro
Assine a revista Mensageiro

Palavra do Diretor Nacional:

Aprender a brilhar juntos


Quando olhamos para o céu no começo da noite, logo percebemos uma "estrela" de brilho forte, que na verdade não é estrela, mas o planeta Vênus. É quem primeiro brilha! Mas a beleza do firmamento está no conjunto de estrelas que brilham juntas. A harmonia de um jardim florido está na beleza das flores que não querem uma aparecer mais que outra.

Estamos no mês de maio, das mães, das flores, de Maria! É um mês muito querido para o nosso povo. A mãe é sempre a nossa flor e nossa estrela. Por isso mesmo somos convidados a cuidar de nossas mães e também devemos cuidar do amor que temos com a querida Maria, Nossa Senhora, a Mãe de Jesus. Ela mesma nos ensina a fazer tudo o que Seu Filho nos diz.

A Mãe de Jesus nos ensina a vencer a nossa "síndrome de estrela", de querer brilhar sozinho e fazer tudo do "meu jeito". Ela muda o projeto pessoal de vida quando Deus apresenta um projeto maior. Ela sobe às pressas às montanhas para servir à prima Isabel. Ela está atenta aos gestos e palavras de Jesus. Ela é mãe atenta às necessidades de seu povo. Por isso mesmo a ladainha a chama carinhosamente de "Estrela da manhã". Quem sofre da "síndrome de estrela" pode aprender com Maria a encontrar o remédio contra este terrível mal, que é a falta de humildade. Como cantou: "Ele derruba os poderosos de seus tronos e eleva os humildes".

Neste ano temos motivos especiais para louvar e agradecer à Mãe de Jesus: são 300 anos da aparição da imagem aos pescadores em Aparecida e 100 anos da manifestação aos três pastorzinhos de Fátima. Ela faz questão de estar ao lado dos fracos, empobrecidos, simples e humildes.

A exemplo da Mãe de Jesus, nossas mães e avós são também estrelas que brilham em nossa história, por meio de fortes experiências de doação, de privação, de entrega, de proteção, de cuidado. Como é importante a presença da mãe numa família; sem ela fica um vazio sem tamanho!

Visitando os centros do Apostolado da Oração pelo Brasil e encontrando tantas avós e mães, tenho percebido a importância de um itinerário espiritual que mantenha nosso coração conectado com o Coração de Deus. São tantas mulheres que consagraram suas vidas no AO e que dedicam diariamente um tempo para oferecer a própria vida como uma oração agradável a Deus!

Aos poucos vamos aprendendo a trabalhar juntos. Que fique no passado o tempo em que algumas pessoas faziam tudo sozinhas, centralizando sobre seus ombros atribuições que poderiam ser muito bem delegadas para outra pessoa.

O indivíduo "faz tudo" é muito prejudicial para qualquer grupo ou empresa por uma razão simples: quem faz tudo, geralmente faz quase tudo malfeito, ou, na melhor das hipóteses, faz bem só aquilo que gosta de fazer, principalmente as tarefas para as quais possui habilidades específicas.

Aprendamos de Maria e de nossas mães e avós a servir com toda humildade e singeleza, sabendo quão efêmera é nossa vida: tal qual estrela que aparece na noite e some pela manhã ou como a flor que desabrocha e murcha pela tarde.

Nossa confiança esteja sempre no Autor de nossas Vidas, que nos deu maior prova de amor em Seu Filho amado. Que o Coração de Jesus nos faça amar sempre mais e servir com muita humildade!

Pe. Eliomar Ribeiro, SJ, Diretor Nacional do Apostolado da Oração (AO) e do Movimento Eucarístico Jovem (MEJ), e Diretor de redação da revista Mensageiro do Coração de Jesus
MENSAGEIRO DO CORAÇÃO DE JESUS é uma publicação de Edições Loyola - Rua 1822 nº 341 - São Paulo - SP - Tel.: 11 3385-8555 | 2063-4275 | 3385-8501
2017 Todos os direitos reservados.